Preencher a declaração do Imposto de Renda, grande parte das vezes é motivo de medo e dor de cabeça para as pessoas. Isso acontece porque muitas vezes elas não sabem ao certo o que fazer e cometem erros ao preencher.

Se isso ocorrer, as chances de cair na malha fina são grandes, e pode ser o começo de uma longa história. Mas tudo isso pode ser evitado se você prestar bastante atenção e não cometer alguns erros comuns na hora do preenchimento.

Declarar informações verdadeiras e tomar cuidado com os erros de digitação também são coisas simples, mas que fazem uma grande diferença na hora de preencher o Imposto de Renda.

Quer descobrir outras dicas imperdíveis de como fugir da malha fina do Imposto de Renda e garantir uma declaração sem problemas? Confira o material que preparamos para você.

Quais Erros Devem Ser Evitados ao Preencher a Declaração do Imposto de Renda?

1 – Esquecer o Prazo de Entrega

Pode parecer uma dica simples, mas é algo que muitas pessoas fazem. Não se atentar aos prazos pode gerar sérias complicações junto a Receita Federal. Assim que o prazo de submissões das declarações se abrir, fique atento e não perca o prazo.

Uma dica que pode tornar o preenchimento da declaração do Imposto de Renda mais rápida e armazenar notas fiscais e documentos importantes todos em um só local. Assim quando a data chegar, você já terá tudo organizado.

Você evita de perder o prazo procurando por documentos importantes ou verificando se esqueceu alguma coisa. Crie esse hábito e nunca se esqueça de estar em dia com o prazo.

2 – Não Saber Da Obrigatoriedade

Outra dica um tanto quanto simples, mas também muito importante, é tomar cuidado com a obrigatoriedade da declaração do Imposto de Renda. Muitas pessoas não sabem dessa obrigação, pois ela pode começar a valer a partir de certas ocasiões.

Se você passar um bem para o seu nome, no valor de mais de R$300 mil reais, como uma casa, por exemplo, deve fazer a declaração do Imposto de Renda mesmo que não trabalhe ou não tenha renda própria.

Se você ganhou mais de R$28 mil também entra na obrigatoriedade de declarar o Imposto de Renda. Por isso, ficar atento a essas peculiaridades é imprescindível para evitar problemas com a receita.

3 – Preencher Informações de Contato Erradas

Ao preencher a declaração, são solicitadas informações de contato, como endereço e número de telefone. Garantir que essas informações estejam sempre corretas e atualizadas é garantir que você não encontre problemas também.

Afinal, se qualquer problema com a sua declaração for encontrado, é através dessas informações de contato que a Receita entrará em contato com você.

Por isso, toda vez que você preencher algum dado e principalmente na hora de mandar a declaração, confira se todas as informações estão certas e sem nenhum erro de digitação.

4 – Esconder Informações

Um dos problemas mais graves durante o preenchimento da declaração do Imposto de Renda é a omissão das informações. Sejam recebimentos de dinheiro, ou mesmo bens e imóveis.

Você não pode deixar de declarar tudo aquilo que sabe que deve entrar no Imposto de Renda. Seja o mais transparente possível para que, na hora da checagem das informações, o seu documento esteja certo e você não caia na malha fina.

5 – Declarar Qualquer Pessoa Como Dependente

Tome cuidado com quem você declara ser dependente no Imposto de Renda. Não são todas as pessoas que podem entrar nessa categoria e se você preencher errado, com certeza encontrará problemas.

Filhos até 21 anos, ou até 24 anos desde que estejam cursando o ensino superior, e pessoas próximas, como os seus pais, por exemplo, podem entrar no posto de dependentes.

Mas lembre-se, você terá de provar que eles dependem da sua renda, se caso eles tiverem uma renda própria além do valor permitido, eles já não poderão entrar mais como seus dependentes.

6 – Colocar Valores de Mercado

Outro erro bastante comum que acaba ocorrendo, é o preenchimento do valor de bens com base no valor de mercado.

Por exemplo, você comprou uma casa por R$100 mil, mas o local se valorizou, o bairro ficou melhor e o empreendimento passou a custar R$200 mil. O valor certo a ser declarado é aquele que você pagou.

Ou seja, você deve declarar os R$100 mil, mesmo que o imóvel tenha se valorizado ao longo do tempo.

7 – Deixas Erros de Digitação

Como os dados são analisados e processados por sistemas de inteligência da Receita Federal, os seus dados da declaração não podem conter erros de digitação. Eles podem confundir os sistemas e acabar não sendo processados da maneira correta.

Isso gera atrasos e posteriormente problemas com a sua declaração, por isso, confira palavra por palavra, item por item e revise o máximo de vezes possíveis.

Leia também:

Saiba Como Voltar Para o Mercado de Trabalho

Truques Para Economizar Internet No Celular

8 – Deixar De Revisar

Como mencionado, a falta de revisão pode deixar alguns erros passarem batidos, como dados incompletos ou mesmo erros na digitação. É tentador querer enviar a declaração o mais rápido possível, mas não faça isso sem antes revisar.

Confira se os seus dados cadastrais estão atualizados e certos, se os valores de notas fiscais e demais documentos batem com as contas que você fez e veja tudo o que você escreveu.

Com certeza, ao revisar, você encontrará um ou outro erro que podem ser facilmente corrigidos e assim, garantir que tudo dará certo com a sua declaração.

Sejam erros mais comuns ou mais usuais, não deixe de conferir se a sua declaração de Imposto de Renda atende a todos os conselhos mencionados aqui, e garanta que você não encontrará problemas com a Receita Federal.