Além de conhecer as regras do Financiamento de Moto, você deve separar os documentos apropriados e guardar dinheiro para entrada, confira o passo a passo!

Financiar uma moto continua sendo um investimento do seu dinheiro em algo que você quer comprar e que pode ser vendido mais tarde, mesmo a um preço menor. É precisamente por essa razão que a escolha do Financiamento de Moto deve ser muito cuidadosa. Descubra seis etapas importantes para não perder dinheiro.

  1. Como funciona o Financiamento de Moto?

Esse crédito funciona assim: você pega o dinheiro que precisa e paga esse valor ao banco com pagamentos mensais que vencem em uma data escolhida.

Além disso, você deve pagar um depósito em dinheiro para iniciar o financiamento e quanto maior o valor do adiantamento, menores serão os juros e os valores do adiantamento. Lembre-se que a moto será a garantia do banco até o pagamento da dívida. Isso significa que você pode perder seu veículo se você não pagar a hipoteca.

  1. Verifique o seu número de seu CPF

Quem tem um negativo no CPF dificilmente recebe o Financiamento de Moto. O banco sempre faz uma análise de crédito para determinar se você pode pagar o valor das parcelas.

Mas quando ele encontra negativos, ele entende que seu orçamento está apertado e, pior, que você não paga as contas a tempo. Por isso, se tiver o nome errado, tente resolver este problema antes de comprar a sua motocicleta.

  1. Procure bancos onde você pode financiar uma motocicleta

Você pode fazer o financiamento por um banco ou um fabricante de automóveis. Note que as instituições oferecem diferentes taxas de juros e condições de pagamento. É por isso que é útil conhecê-los antes de entrar em um contrato para determinar qual deles irá lhe poupar mais.

  1. Simule os valores financeiros de uma motocicleta

O financiamento pode ser realizado em bancos comerciais como Santander, Caixa Banco do Brasil e outros, bancos financeiros e bancos de fabricantes como a Honda e a Yamaha. Mas cada banco cobra taxas de juros diferentes, então você deve comparar as propostas de empréstimos para pelo menos três locais para garantir que você obtenha um bom negócio.

Por enquanto, observe esta simulação:

Supondo que você vai financiar por três anos uma motocicleta no valor de R$ 10.000, com um depósito de R$ 3.000. Se você escolher a Caixa Econômica Federal, esta terá uma taxa de juros de 1,24% ao mês, você pagará 36 parcelas de R$ 242,25 e um total de R$ 8.721,00.

Se você escolher o Bradesco, por exemplo, que cobra uma mensalidade de 4,81%, você fará 36 parcelas de R$ 412,77 e um total de R$ 14.859,72.

Em outras palavras, você gastará R$ 6.138,72 se escolher o Bradesco em vez da Caixa apenas por causa da taxa de juros. Portanto, é necessário simular o financiamento de várias empresas antes de tomar a decisão de compra.

  1. Junte dinheiro para a entrada do Financiamento de Moto

Alguns bancos realizam o financiamento de até 100% do valor da moto sem a necessidade de entradas ou pagamentos adiantados, mas apenas se for nova.

Na maioria dos casos, a entrada é obrigatória e esse valor varia de acordo com a bicicleta que você deseja comprar. Descubra quanto tempo você será solicitado pelo preço na entrada e comece a planejar sua compra.

  1. Separe os documentos necessários

Depois de ter pesquisado os preços, selecionado o banco que você vai financiar e programado o seu orçamento, é hora de concluir a transação. Tenha documentos como identidade, CPF, comprovante de residência (conta de serviços públicos ou fatura fixa) e comprovante de renda.

Neste caso, os recibos de pagamento, a declaração de impostos, o cheque de pagamento e o extrato bancário. O importante é provar que você é capaz de pagar as parcelas ao banco para liberar seu crédito.

Leia também: 

Financiamento Yamaha Fazer 150 ubs

Financiamento de Veículos Bradesco